CLÍNICA SOCIAL

A Clínica Social teve seu início em 2005 pela Associada Fundadora e Titular Thelma Zugman Mazer com o intuito de atender as famílias de acordo com suas possibilidades financeiras.

Coordenação atual

Biênio 2016-2018

Coordenadora: Maria Luiza Vieira Fava
Vice-Coordenadora: Ronit Mazer Sauerman
Consultora: Josete Cesarina Tulio
Coordenadora Triagem e Atendimento Clínico: Marina Morotti Alves
Coordenadora Projeto Família Melhor: Sônia Maria Barcellos Siqueira

CORPO CLÍNICO DA CLÍNICA SOCIAL

Contamos com 27 profissionais especializados na área de Terapia Familiar atendendo na Clínica Social:

ANA LUIZA SANTOS ANTUNES CUNHA
CARLA TERESINHA CRAMER
DANIELA BERTONCELLO DE OLIVEIRA
DEBORA CRISTINA GINESTE
ELZA MARIA SBRISSIA ARTIGAS
FLÁVIA ROLDÃO
GRAZIELE RIBEIRO MARTINS
GIOVANNA MEDINA
GISLAINE FRIZZO
JOCÉLIA APARECIDA BAIDO NASCIMENTO
JONAS BATINGA
JOSETE CESARINA TULIO
LISETE DALLARMI CUNNINGHAM
MARIA ELIZA BUZETTI SPINELLI
MARIA LUIZA VIEIRA FAVA
MARINA ALVES
MILENA BUCCIANTI DIAS DA ROCHA
PRISCILA DE ARAÚJO RODRIGUES
PRISCILA BIAZIN
RONIT MAZER SAUERMAN
ROSEMARY DAMASO PADILHA
RUTH BERENICE LASS
SILVANA RICCI SALOMONI
SIMONE GOMES CORDEIRO
SONIA MARIA BARCELLOS SIQUEIRA
THELMA ZUGMAN MAZER

 

OBJETIVO GERAL

Desenvolver um trabalho de solidariedade social, como também atividades de prevenção, fortalecimento e resiliência da família, promovendo o desenvolvimento técnico científico do associado com produção de conhecimento, estudos, pesquisas, publicações e promoção do trabalho do terapeuta familiar sistêmico.

ATIVIDADES DA CLÍNICA SOCIAL:
  1. TRIAGEM E ATENDIMENTO CLÍNICO
  2. ENCONTROS DE ATUALIZAÇÃO
  3. GRUPOS DE INTERVISÃO
  4. REUNIÕES DA CLÍNICA SOCIAL
1. TRIAGEM E ATENDIMENTO CLÍNICO

Triagem das famílias que procuram os serviços da Clínica Social e posterior encaminhamento para o Corpo Clínico que é composto por Terapeutas Associados à APRTF devidamente cadastrados.

A triagem envolve uma escuta atenciosa, através de perguntas com intenção esclarecedora do caso/problema e coleta de algumas informações necessárias, conforme ficha específica da triagem: natureza do pedido, objetivos com a terapia, e nível de motivação. Seu  principal objetivo é o acolhimento e motivação para a terapia.

Além disto, o triador deve elaborar uma breve avaliação da situação socioeconômica da família com questionamentos sobre a renda familiar, moradia, transporte, para definir o valor a ser pago por sessão pelo cliente que será conforme sua renda mensal, sendo o valor mínimo de R$35,00.

As triagens ocorrem somente nas quarta feiras, normalmente com uma pequena fila de espera, que pode ser maior quando as vagas para atendimento estão em menor número. Mas realizada a triagem, o cliente irá aguardar no máximo 07 dias úteis para receber um contato telefônico do Terapeuta que irá atendê-lo.

O Corpo Clínico é formado por profissionais especializados em terapia sistêmica de casal e família, que trabalham colaborativa e voluntariamente.

Os terapeutas contratam inicialmente dez sessões e se necessário, podem recontratar o tratamento.

2. ENCONTROS DE ATUALIZAÇÃO CIENTÍFICA

Atividade científica regular que tem por objetivo promover a discussão de um artigo ou publicação científica atual dentro da Terapia Familiar e de Casal.

3. GRUPOS DE INTERVISÃO

O Grupo de Intervisão é um trabalho ofertado para todos os Associados, pela Clínica Social da APRTF.

Chamamos de Intervisão porque desejamos uma postura sem a hierarquia de um supervisor, mas acreditando na importância da troca para promover mudanças e crescimento. A figura do Coordenador procura acolher, apoiar, valorizar e promover espaço para todos colaborarem.

“Intervisão, uma metodologia empregue em trabalho de equipe… serve para definir uma situação de autoaprendizagem dentro de um grupo. Um membro do grupo de especialistas (neste caso em terapia), apresenta um caso de alguém com quem está trabalhando na vida profissional. O fim é, num ambiente de segurança, obter novos conhecimentos e alternativas de ação resultante dos pontos de vista dos colegas…. Para além das vantagens financeiras, outra grande vantagem é a independência e auto-responsabilização da equipe pelo seu próprio desenvolvimento e a responsabilização de todos os membros da equipe pela realização não só da equipe, mas também pela sua contribuição para o crescimentos dos membros individualmente. Pode estar na base de um novo paradigma para o funcionamento da sociedade do futuro.” conforme o autor José Figueira, Formado em Andragogia pela Universidade de Amsterdam, Master Practitioner, Terapeuta e Trainer de PNL, Consultor e Trainer do Panorama Social.

Os Grupos podem acontecer na sede da APRTF ou no consultório do coordenador, e são constituídos por no mínimo duas (02) e no máximo cinco (05) pessoas. Poderão ser quinzenais ou mensais, com duração de uma hora e meia ou duas horas dependendo do acordo entre os membros.

A colaboração financeira por participante é de R$80,00 por encontro de 2 horas sendo que os membros do Corpo Clínico da Clínica Social têm 50% de desconto.

O Associado que quiserem usufruir deste trabalho devem entrar em contato com a secretaria da APRTF (41) 3338-6113 ou (41) 99443232 para que possa agendar com um Terapeuta cadastrado como Coordenador de Grupo e com vagas e horários disponíveis. Atualmente estamos com quatros grupos em funcionamento, nas segundas (manhã e tarde) e terças e sextas (tarde).

4. REUNIÕES DA CLÍNICA SOCIAL

As reuniões acontecem nas 2ª quintas –feiras de cada mês.

Para entrar em contato com a Clínica Social encaminhe e-mail para: clinicasocial@aprtf.com.br

JUNTE-SE A NÓS!